Radar de SC é levado ao RS para ajudar no controle de voos em Canoas; entenda

  • 16/05/2024
(Foto: Reprodução)
Objetivo é envolver um maior número de voos que prestam apoio à população gaúcha, atingida por temporais. Radar é de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Avião da FAB pousa no Aeroporto de Chapecó para transporte de radar ao RS Um radar que estava em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, foi levado ao Rio Grande do Sul para auxiliar na corrente de solidariedade às vítimas dos temporais. O equipamento ficará no aeroporto de Canoas (RS). O objetivo é envolver um maior número de voos que prestam apoio à população gaúcha. O radar TPS-B34 foi enviado ao Rio Grande do Sul no domingo (12) pela Força Aérea Brasileira (FAB). ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp Por nota, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) explicou que o equipamento lê sinais refletidos pelas aeronaves e serve para aprimorar o fluxo de tráfego aéreo. Isso possibilita uma coordenação eficaz em missões de busca e resgate, e ajuda na aproximação de aeronaves envolvidas no transporte de doações. Além disso, busca-se fortalecer os padrões de segurança de voo. Avião da FAB chega ao Aeroporto de Chapecó para buscar radar para aeroporto de Canoas (RS) Concessionária Voe Xap/Divulgação O trabalho de instalação do radar começou na tarde do domingo e continuou até a madrugada de segunda (13). Equipes das unidades de Chapecó e Canoas foram deslocadas para o Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, na cidade do Oeste catarinense, com a missão de desmontar o radar. Uma terceira equipe, que aguardava na cidade gaúcha, foi a responsável por remontá-lo e deixá-lo pronto para operar. O transporte do radar foi realizado com o apoio da aeronave KC-390, da FAB. Foram envolvidos na operação um total de 25 militares, além de duas carretas, um caminhão Munck, um micro-ônibus e um caminhão de pequeno porte. As chuvas e cheias de rios mataram pelo menos 149 pessoas no Rio Grande do Sul, alagaram cidades, destruíram casas e bloquearam rodovias. Porto Alegre e cidades da região metropolitana continuam alagadas. Solidariedade em Chapecó Além do radar, a população de Chapecó ajuda as vítimas dos temporais no Rio Grande do Sul com doações. Entre elas, um item não essencial: kits de chimarrão. A erva-mate é mandada para o Rio Grande do Sul em meio a outros donativos, considerados essenciais, como alimentos e produtos de limpeza e higiene pessoal. Doadores de Chapecó fazem kits de chimarrão para vítimas de temporais no RS A voluntária Silvia Larionoff explica porque os doadores têm colocados os chamados "kits de chimarrão" junto aos donativos. "Demostra aquele carinho com as pessoas do Rio Grande do Sul, esse sentimento familiar, da roda do chimarrão. Então é bonito a gente poder fazer os kits e encaminhar como uma forma de cuidado e carinho que vai além da alimentação", disse a voluntária. ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias

FONTE: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2024/05/16/radar-chapeco-canoas.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes