Gás de amônia vaza de empresa, e mais de 15 pessoas recebem atendimento médico em Chapecó

  • 10/06/2024
(Foto: Reprodução)
Substância escapou de produção de produtos congelados. Polícia vai multar empresa. Empresa tem vazamento de gás de amônia e mais de 15 recebem atendimento médico em Chapecó O vazamento do gás de amônia de uma empresa de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, fez com que 18 pessoas que tiveram contato com a substância precisassem de atendimento médico. A Polícia Militar Ambiental vai multar o estabelecimento. Todas as vítimas já tinham tido alta nesta segunda-feira (10). Em nota, a empresa disse que o local foi evacuado para os devidos reparos. Também declarou que o vazamento ocorreu apenas na área externa e, por isso, a empresa continua apta ao funcionamento. ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp O vazamento ocorreu na noite de domingo (9). Quem passou perto da BR-480, no acesso a Chapecó, notou a diferença no ar. O motorista Valdir Lino precisou estacionar antes de chegar ao destino por causa do cheiro. “Eu estava dentro do caminhão e estava com as janelas abertas. Daí fechei a janela porque asfixiava, era muito forte. Fechava a garganta, o nariz, odor muito forte. Fiquei até com receio de acontecer algo comigo e eu não conseguir pedir ajuda”, relatou o motorista. Pelo menos 28 pessoas tiveram contato direto com o gás tóxico de amônia e 18 tiveram que ser encaminhadas para atendimento médico. A cozinheira Ivonete Chagas de Lima foi uma delas. "É desesperador porque a gente não sabe o que faz. A gente não tinha um treinamento", contou. O acidente aconteceu em uma central de armazenamento de produtos congelados a -18°C. A amônia não tem contato com os alimentos, mas é essencial para tirar o calor do ar. Tubulação com gás de amônia de empresa onde houve vazamento em Chapecó Reprodução/NSC TV Ela passa por uma canalização em tubos lacrados, que diariamente passam manutenção. Foi uma falha no processo que causou o vazamento. “É um protocolo quase que diário de limpeza do sistema. É um sistema canalizado isolado, não tem vazamento algum. Naquele momento, era um processo de limpeza dessa estrutura em que ocorreu um processo de falha de procedimento e falha do equipamento. Os dois falharam junto, provocando o princípio do vazamento e, como ninguém conseguia se aproximar, acabou tendo proporções grandes", explicou o coordenador da Defesa Civil de Chapecó, Luciano Huning. A empresa vai responder administrativamente por infração ambiental. Terá que pagar uma multa pelo crime de poluição atmosférica causando danos à saúde humana. O valor da multa será definido em 10 dias. A Polícia Militar Ambiental também vai encaminhar as informações ao Ministério Público de Santa Catarina. Além disso, a Defesa Civil vai fazer uma avaliação do plano de contingência e a revisão dos procedimentos. A amônia pode provocar irritação nos olhos e queimaduras, entre outros sintomas. Em casos mais graves, pode levar à morte, de acordo com o Corpo de Bombeiros Militar. ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias

FONTE: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2024/06/10/gas-amonia-vaza-medico-chapeco.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes