Catarinense que desapareceu em enxurrada após viajar ao RS para casamento é achado morto

  • 09/05/2024
(Foto: Reprodução)
Carlos Wolfart estava no estado vizinho para ser padrinho no matrimônio do cunhado. Informação foi confirmada pela irmã. Corpo de catarinense desaparecido no RS após 8 dias de enxurrada que o levou é encontrado 'tentativas foram em vão' Corpo de Bombeiros/Divulgação Carlos Wolfart, catarinense de 41 anos que desapareceu há oito dias após a enxurrada que atingiu Sinimbu, no Rio Grande do Sul, foi encontrado morto na tarde de quarta-feira (8), na cidade gaúcha. Natural de Itapiranga, no Oeste de Santa Catarina, ele estava no estado vizinho para ser o padrinho de casamento do cunhado. A informação da morte foi confirmada pela irmã do catarinense, Milena Wolfart. O velório deve acontecer na cidade onde a vítima morava, sem previsão de data, já que o corpo ainda não havia sido liberado até a manhã desta quinta-feira (9). ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp Wolfart estava em um sítio com a família para a celebração, que aconteceria no dia 30 de abril, mas ficou ilhado na cidade. Ele chegou a se abrigar em uma árvore, mas a forte correnteza o arrastou. Enquanto aguardava ajuda, a família e ele tentaram buscar por socorro. "O cunhado dele que ia casar nem pensou mais no casamento. Foi atrás de bombeiros, de helicóptero, de um monte de coisas para tentar conseguir tirar ele dali. Só que todas as tentativas foram em vão", disse a irmã. De acordo com Milena, amigos conseguiram chegar até onde Wolfart estava cerca de 25 minutos após ele ser levado pela água. No Rio Grande do Sul, 107 pessoas morreram e mais de 130 estão desaparecidas até esta quinta. Homem é suspeito por invadir celular de delegado e pedir dinheiro para família e amigos De acordo com Milena, o irmão saiu do sítio onde estava abrigado por volta das 6h para tentar verificar se havia caminho para sair com a família da região. Como não retornou, a esposa do homem entrou em contato com ele e ficou sabendo que o catarinense estava ilhado. A última mensagem que ele trocou com a família foi às 15h16. "Ele foi muito família, muito dos filhos. Ele era uma pessoa assim que tu podia contar para tudo. Tanto em família, tanto em sociedade, em comunidade. Sempre que ele podia fazer, ele fazia, não media esforço para nada. Ele, como pai, era maravilhoso. Levava para cá e para lá, jogava bola, e andava de bicicleta, ele sempre foi um pai muito presente, muito atencioso, carinhoso", disse a irmã. Buscas O Corpo de Bombeiros de Santa Cruz do Sul confirmou o encontro do corpo e a identidade da vítima para o g1 nesta manhã de quinta. Segundo os socorristas, Wolfart foi encontrado pela Força de Resposta Rápida (FR2). Ele estava a uma distância de 1 quilômetro de onde ficou ilhado. ✅Clique e siga o canal do g1 SC no WhatsApp VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias

FONTE: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2024/05/09/catarinense-que-desapareceu-em-enxurrada-apos-viajar-ao-rs-para-casamento-e-achado-morto.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes